Acaba de ser publicado o artigo Encontro Online Cultura Livre do Sul: a produção cultural comunitária para a construção do comum, escrito a seis mãos por mim, Leonardo Foletto e Carlos Luna. Ao mesmo tempo em que serve de registro do Encontro, realizado em novembro de 2018, o artigo traz o debate em torno da construção dos comuns e propõe uma problematização do termo livre no contexto político e social da América Latina, buscando articulá-lo com o conceito de produção cultural comunitária. O texto traz ainda um resumo do processo de construção do evento e dos temas debatidos, além de apontar para o planejamento de uma nova edição.

Acaba de ser lançado o primeiro número da Revista Internet & Sociedade, uma publicação semestral organizada pelo Internet Lab, centro independente de pesquisa em direito, políticas públics e tecnologia sediado na cidade de São Paulo.

Os algoritimos são preditivos, podem apontar tendências mas podem também ajudar a criá-las, em sofisticadas estratégias de manipulação. Daí a importância em se pensar critérios para sua regulação que garantam mais transparência. Como são planejados por humanos, expõem preconceitos e podem até reforçá-los. Por outro lado, abrem novos horizontes para a criação artística, trazendo novas interrogações para a já combalida noção de uma autoria centrada no sujeito.

A revista En Defensa del Software Livre publica em formato digital e em papel alguns dos mais importantes textos sobre Software e Cultura Livre, traduzidos para o espanhol.

Entre os títulos, destacam-se:

Por qué la libertad política depende de la libertad del software más que nunca, por Eben Moglen

El Manifiesto Telecomunista, por Dmytri Kleiner

Manifiesto por la Guerrilla del Acceso Abierto, por Aaron Swartz

Tesis sobre el trabajo digital, por Michel Bauwens

A revista Digital Culture & Society dedicou uma edição completa ao tema “Making and Hacking”, com foco em estudos sobre comunidades e espaços hackers, entusiastas Do It Yourself e fablabs. Na publicação, acadêmicos, artistas e membros desses espaços examinam os sentidos e enredamentos das culturas maker e hacker, tanto do ponto de vista conceitual, metodológico como empírico.

As tensões e contradições encontradas dentro de makerspaces, hackerspaces e fablabs são analisadas no último dossiê publicado pelo Journal of Peer Production que tem como tema geral Makerspaces e Instituições.

Sempre na linha de frente do debate sobre novas formas de produção entre pares, o Journal of Peer Production acaba de lançar uma edição especial sobre cidade. São oito artigos com estudos de caso que abordam os desafios da governança com foco em modelos cidadãos de produção entre pares, em cidades nas quais o governo local é chamado para estar em diálogo e construir sinergias com diferentes atores comunitários. Com diferentes metodologias, as pesquisas tratam de experiências em diversos países e continentes, como em Barcelona, Dhaka, Genoa, Melbourne, Nova Iorque, Paris e Rosario.

A ComCiência Revista Eletrônica de Jornalismo Científico acaba de lançar o Dossiê Indústria 4.0, com foco nas transformações que estão por vir não só pela crescente automatização das fábricas, mas também pelos avanços das tecnologias de comunicação e da biotecnologia.

Os três números da Revista Facta, publicada pelo Coletivo Gambiologia entre 2012 e 2015, trazem importantes contribuições para o pensamento sobre arte, gambiarra, tecnologia e cultura hacker, tendo como ponto de vista a perspectiva brasileira.  

Na linha de frente da reflexão sobre novas formas de produção entre pares na atualidade, o Journal of Peer Production acaba de lançar sua décima edição com o tema "Peer production and work”.

Por um lado, há cada vez mais pessoas sem remuneração, seja pela crescente produção de valor por atores que não são financeiramente compensados ou pelo aumento do desemprego. Por outro, novos arranjos produtivos vêm sendo testados, seja em cooperativas, trabalhos independentes ou novos projetos coletivos, como makerspaces.

Páginas