Citizenfour

Por Bia Martins

Em meio à tensão na política nacional provocada pela publicação pelo The Intercept Brasil de mensagens vazadas relativas à operação Lava Jato, vale a pena ver ou rever o premiado documentário Citizenfour, de Laura Poitras, que conta a história de Edward Snowden e a revelação da espionagem da National Security Agency (NSA).

Ligando as duas histórias de vazamento está o jornalista norte-americano Glenn Greenwald. Atualmente à frente do site jornalístico The Intercept Brazil e um dos autores das matérias que estão em ritmo de conta-gotas revelando os bastidores da operação Lava Jato, Greenwald foi o contato de Snowden para a publicação das informações até então sigilosas a respeito do programa de vigilância global do governo norte-americano no jornal inglês The Guardian, com repercussão mundial.

Pela reportagem, Greenwald ganhou o Prêmio Pulitzer de Jornalismo em 2014, o maior importante da categoria no mundo. O que demonstra que o jornalista conhece o riscado, sabe a responsabilidade e os riscos desse tipo de trabalho, e sabe também que regras e leis precisa seguir para conseguir chegar ao seu objetivo final: revelar as informações de interesse público que estavam à sombra, escondidas.

Em relação ao caso da NSA, o governo norte-americano foi obrigado a admitir a existência do programa e a restringi-lo. No caso da Lava Jato, espera-se que as informações que estão vindo à tona sirvam para fortalecer a operação, livrando-a de viés político e forçando-a a seguir as regras legais de imparcialidade e impessoalidade.

No mais, vale lembrar a máxima hacker: a informação quer ser livre. E hoje, com as tecnologias digitais, mais do que nunca, isso se comprova.

Comentar

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
10 + 8 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.