Territórios Livres, Tecnologias Livres

"Medo nóis tem, mas não usa" - estas são as palavras potentes e significativas que fecham o vídeo acima de apresentação do projeto Territórios Livres, Tecnologias Livres, iniciativa coletiva do Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, da Coordenação Nacional de Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ) e do Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Nordeste (MMTR/NE), com financiamento da Associação para o Progresso das Comunicações (APC).

A proposta é produzir um mapeamento coletivo do acesso, usos e concepções sobre a Internet e as Tecnologias da Informação e Comunicação por comunidades quilombolas e rurais do nordeste brasileiro como uma ferramenta de luta pelo território, por justiça socioambiental e a promoção de uma Internet livre. O projeto abrange 33 territórios quilombolas e rurais nos nove estados do nordeste, visando tanto um processo de articulação e formação tendo em vista a disputa epistemológica sobre as tecnologias digitais, como também o fortalecimento e construção de apropriações autônomas destas tecnologias em diálogo com tecnologias ancestrais e modos de vida tradicionais.

Como às mulheres cabe historicamente a função de produção e reprodução da vida, e têm protagonismo sobre as resistências e a construção de alternativas autônomas ao modelo de desenvolvimento posto, terão papel central na sistematização do conhecimento no projeto.

Alguns dados da pesquisa já estão disponíveis no site, assim como os links das referências que embasaram o trabalho. E em breve será lançado um podcast do projeto.

Comentar

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
1 + 6 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.