VI Simpósio Internacional LAVITS

15 de Março de 2019 - sexta-feira

O problema da vigilância é ainda mais grave para a população historicamente mais vulnerável, como negros, índios, pobres e transexuais. Também são historicamente conhecidas as diversas formas de controle e vigilância sobre o corpo e a vida das mulheres. No entanto, ainda são raras as pesquisas que explorem a especificidade e consequências desse monitoramento.

Para enfrentar a lacuna de estudos sobre a relação entre vigilância, gênero e raça, e seus desdobramentos contemporâneos, o VI Simpósio Interncional LAVITS traz a chamada de trabalhos com o tema Assimetrias e (In)Visibilidades, Gênero e Raça.  

A LAVITS, Rede Latino-Americana de Estudo sobre Vigilância, Tecnologia e Sociedade, foi fundada em 2009 e reúne pesquisadores do Brasil, Argentina, México e Chile. Já realizou encontros no México, Argentina, Chile e Brasil, e este ano volta ao país, para a cidade de Salvador (BA), apropriadamente situada para as discussões sobre assimetrias e (in)visibilidades. O encontro será realizado de 26 a 28 de junho.

Entre os muitos temas sugeridos, estão: Tecnoativismos, feminismos e narrativas (storytelling);  Tecnopolíticas do comum: produção, apropriação, extração e resistências; Governamentalidade algorítmica, inteligência artificial e capitalismo maquínico;  Dados pessoais, comportamentais e psicométricos nas redes sociotécnicas;  Capitalismo de vigilância, de plataforma e o uso econômico de dados informacionais.

Serão aceitas diversas modalidades de participação: oficinas; mostras artísticas; trabalhos em sessões temáticas e sessões livre. A submissão de resumos está aberta até 15/03/2019.

Mais informações em http://lavits.org/vi-simposio-internacional-lavits-salvador-26_28-de-junho-2019/?lang=pt

Comentar

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
1 + 1 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.